50 dicas para zerar a ansiedade

Palpitação, pensamentos negativos, frio na barriga. Se você costuma sentir esses sintomas, provavelmente sofre de ansiedade. Não é fácil combater esse grande mal do mundo moderno, mas as dicas a seguir trazem pistas preciosas para quem quer reconquistar a serenidade e o equilíbrio. Aproveite!

1. Diga sim

Se estiver sentindo alguma emoção negativa, como ansiedade, preocupação ou tensão, não faça de conta que não está sentindo nada. Para poder controlar seus sentimentos, o primeiro passo é aceitá-los e identificá-los.

2. Exercício do bem

Experimente o exercício a seguir toda vez que perceber algum tipo de tensão chegando: relaxe os ombros e respire profundamente. Feche os olhos e pense sobre a situação que está lhe causando medo ou ansiedade. Mentalmente, saia do momento presente e viaje para o futuro, mais precisamente, para 30 segundos após a resolução de tal questão, imaginando que tudo transcorreu de maneira satisfatória para você. Lentamente, abra os olhos e sinta-se envolvido por uma profunda serenidade.

3. Jardim zen

Cultive plantas e flores em casa: além de ser um hobby prazeroso e relaxante, está comprovado entre médicos e especialistas que a jardinagem desperta a auto-estima e uma relação de cuidar e ser cuidado que é ótima para espantar a ansiedade.

4. O valor da preparação

Se a causa de sua angústia é alguma prova ou teste ao qual será submetido, nada mais eficiente para manter a tranquilidade do que estar bem preparado. A ideia é simples, mas funciona: quem sente que estudou ou treinou o bastante tem muito mais facilidade para manter a serenidade enquanto enfrenta o desafio.

5. Tempo para você

Se seu ritmo é muito acelerado, experimente parar tudo de vez em quando, nem que seja por alguns minutinhos. É uma boa forma de aprender a controlar a ansiedade e, assim, desistir de tentar fazer mil coisas ao mesmo tempo. Mude a velocidade da sua vida e respeite mais os seus limites. Ficar sem fazer nada de vez em quando não é sinônimo de folga ou irresponsabilidade.

6. Inspiração de paz

Respirar corretamente é uma das maneiras mais eficientes de desacelerar corpo e mente. Em momentos de pico de tensão, troque a respiração curta e ofegante pela longa e profunda. Inspire e expire calmamente, sentindo a calma e a segurança proporcionadas pelo ar que entra e sai dos pulmões.

7. Autoconhecimento

Conhecer a causa da sua inquietação é fundamental para acabar com ela. Embora às vezes o motivo esteja claro, em alguns momentos pode não ser tão fácil identificá-lo. Esforce-se e, se necessário, busque uma ajuda especializada, como um terapeuta ou psicólogo, para descobrir o que lhe tira do sério.

8. Filtro de pensamentos

Não gaste seu tempo e sua energia com ideias que não mereçam, de fato, a sua preocupação. Não dê atenção a todos as ideias inconvenientes que insistem em surgir na sua mente.

9. No papel

Passe para o papel os seus problemas. Escrever é uma forma de desabafar e depois refletir sobre a real gravidade de seus problemas. Tente enumerar o que está incomodando você, colocar esta lista em uma ordem de gravidade e apontar possíveis soluções. Depois, é só partir para a ação e buscar resolver um a um seus problemas, como se fossem tarefas da escola.

10. Coragem!

Pare de adiar e enfrente seus medos. Certamente eles não são tão terríveis quanto você imagina.

11. Visão cíclica

Todos estamos sujeitos a dias ruins, mas isso não é motivo para ser pessimista e virar uma pessoa amarga. É preciso ter em mente que vivemos em eternos ciclos de altos e baixos, dias ruins sucedem dias bons, tristezas e alegrias que vem e vão.

12. Seja você

Quem vive querendo agradar a todos acaba se frustrando. Conquistar a aprovação geral é uma missão impossível e, por isso, vale mais a pena ser você mesmo e agir de acordo com suas próprias opiniões e princípios em todas as situações.

13. Dia a dia organizado

Quando você deixa tudo para a última hora, é natural sofrer com ansiedade e medo de não conseguir realizar todas as suas tarefas. Contra esse mal, não há remédio melhor do que listar suas obrigações, planejar suas ações e organizar seu tempo para cumpri-las com eficiência.

14. Mente em harmonia

Pesquisadores de Harvard garantem: não há inquietação ou angústia que resista à meditação regular. Além de diminuir a atividade do sistema nervoso simpático, decrescer o fluxo sangüíneo e desacelerar o metabolismo em geral, a atividade produz endorfinas e outras substâncias naturais que provocam alegria, bem-estar e relaxamento. Corpo e mente, relaxados e em harmonia, agradecem.

15. Sons que têm poder

Mantras são sons de frases, palavras ou versos sagrados que, entoados repetidas vezes, são capazes de acalmar a mente. Utilizados há milênios por mestres espirituais, estes sons, garantem os adeptos, anulam pensamentos negativos, angústias e tormentos que acabam quase sempre gerando ansiedade. O mais famoso dos mantras é o OM, o som primordial. Tente praticar da seguinte maneira: em uma posição confortável, entoe o OM várias vezes em voz baixa, comece com uma pronúncia aberta e termine anasalando, de forma que o som ecoe em sua cabeça.

16. Ordem cartesiana

Em qualquer situação, resolva primeiro os problemas mais simples. Deixe os mais complicados para o final e, de preferência, não fique pensando neles até o momento de enfrentá-los.

17. Sabedoria oriental

Não é à toa que hoje são tão alardeados os benefícios de práticas orientais, como yoga e tai chi chuan. Essas atividades trabalham corpo e mente em perfeita harmonia e com isso dão munição extra para combater males como stress, fadiga, ansiedade, insônia, entre outros. Se você acha que não tem perfil para estas atividades por serem muito tranquilas, saiba que existem várias modalidades de yoga, algumas tão vigorosas quanto uma aula de ginástica, e mesmo artes marciais que trazem embutidas todo um pacote da filosofia zen, exemplo disso é o aikido e o kung fu.

18. Círculos sagrados

Ordenadas a partir de um centro, as mandalas são imagens coloridas que representam a busca do ser humano por sua essência. Mesmo se você não se interessa assuntos tão transcendentais, desenhar a sua própria mandala e pintá-la com as cores que a sua intuição escolher é um eficiente, e delicioso, exercício de relaxamento.

19. Mão única

Não espere retorno por tudo o que faz. Quando agimos esperando algum tipo de recompensa, se torna presa fácil da ansiedade.

20. Energia bem utilizada

Pondere e veja se a solução de seus problemas está mesmo em suas mãos, se a resposta for “não”, tente não perder mais tempo com eles. Não é o caso de dar de ombros aos obstáculos que aparecem no caminho, mas não desperdiçar a energia que poderia ser canalizada para realizações mais importantes.

21. Controle a cafeína

Evite bebidas como café, chocolate, chá preto e refrigerantes de cola após o meio da tarde. Altamente estimulantes, elas podem piorar seu problema de ansiedade e, além disso, provocar distúrbios de sono.

22. Seja otimista

Lembre-se que o pior desfecho para uma situação é apenas uma das hipóteses. Considere, sempre, a possibilidade de tudo dar certo.

23. Imagens mentais

Se um pensamento ruim insiste em perturbar a sua paz, é possível varrê-lo de sua mente utilizando técnicas de imagens mentais. Com os olhos fechados, você pode visualizar uma linda flor, uma paisagem ou qualquer outro objeto que lhe agrade por alguns minutos. Tente apreciar a imagem e não pensar em mais nada. Ao abrir os olhos, com certeza se sentirá mais tranquilo.

24. Sem rotina

Pequenas mudanças no cotidiano fazem um bem danado para baixar a ansiedade! Experimente mudar o penteado, usar uma cor que você não está acostumado, ouvir um CD que nunca ouviu até o fim, ir a um restaurante diferente, andar descalço na grama, passear por ruas que nunca andou… Mais do que experimentar novas sensações, estas atitudes são capazes de revigorar os ânimos e aliviar o peso dos problemas.

25. Estique-se

Espreguiçar-se pode parecer um gesto corriqueiro, mas faz muito bem à saúde, ajudando a remover pontos de tensão por todo o corpo. Por isso, toda vez que você se sentir desconfortável, vale a pena dar uma boa espreguiçada.

26. Aromas relaxantes

A serenidade que faltava para enfrentar as angústias e temores do dia a dia pode vir dos óleos essenciais.  O ideal é escolher uma essência levando em conta não só sua finalidade, mas também um perfume que lhe agrade. Depois, é só colocar em um vidrinho spray e borrifar pelo ambiente. Lavanda, bergamota, laranja e manjerona são algumas das opções tranquilizantes.

27 Banho energizante

No chuveiro, massageie o corpo e deixe a água quente cair sobre os pontos de tensão, dando atenção especial aos ombros. Se for na banheira, melhor ainda: você pode esquecer da vida enquanto relaxa na espuma.

28. Foco na ação

Refletir sobre os problemas é bom, mas ficar só remoendo-os, só vai deixar você mais ansioso e, o pior, não vai resolver nada. Então, enfrente o desafio e parta para a ação.

29. No ritmo da felicidade

Muito mais do que uma diversão, a dança pode funcionar como uma terapia, sendo uma excelente opção para quem quer esquecer os problemas por alguns instantes. Além de exercitar o corpo, melhora o relacionamento social e é uma forma de se concentrar completamente no momento presente.

30. Toques de equilíbrio

Nada melhor do que uma boa massagem para relaxar e esquecer dos problemas, não é mesmo? E técnicas para satisfazer qualquer gosto não faltam. Entre as mais famosas estão o shiatsu, que trabalha com a ponta dos dedos, e a ayurvédica, que aplica óleos e pós indianos. Faça a sua escolha e entregue-se.

31. Cardápio ideal

Prestar atenção à alimentação também é importante para quem quer relaxar. Substâncias como o cálcio e o triptofano, que podem ser encontradas no leite e em seus derivados são excelentes calmantes naturais. O magnésio, presente em folhas verde escuras e no gérmen de trigo, também ajuda quando a intenção é desacelerar o organismo.

32. Tirando a prova

Fique atento: cada vez que você estiver imaginando um desfecho ruim para alguma situação, escreva em um papel o que está imaginando. Depois, escreva ao lado, no mesmo papel, o que realmente aconteceu, e compare os dois textos. Provavelmente, na maioria dos casos, você notará como foi tolo em sofrer por antecipação.

33. Um problema qualquer

Não supervalorize as tarefas que precisa realizar. Seja uma questão do trabalho, uma prova, um teste ou qualquer outro tipo de desafio, não caia na armadilha de acreditar que se trata da missão mais importante de sua vida. Lembre-se das situações com que você se preocupou excessivamente no passado e que, hoje, não tem a menor importância.

34. Filosofia de vida

Descubra filosofias que oferecem conforto espiritual. Não precisa necessariamente ser uma corrente ligada a alguma religião, afinal são vastas as opções de filósofos e estudiosos que mostram vias alternativas de encarar o mundo, nossa sociedade e, conseqüentemente, nossos problemas.

35. Seja realista

Pare de prometer coisas que sabe que vão apenas te desgastar só para impressionar os outros. Afinal, se você não cumpre sua meta, passa a colocar em risco sua credibilidade e competência. Por outro lado, se você cumpre, mas no sufoco, é capaz de pensarem que, como você o fez, está disposto a fazer mais trabalhos do mesmo tipo, sem esforço. Então, a melhor coisa a fazer nestes momentos é agir com franqueza, dizer sobre suas reais condições de cumprir seu compromisso, negociar prazos se for o caso, e daí sim levá-lo até o fim.

36. Sorria para a vida

Uma boa gargalhada, além de ser deliciosa, é uma poderosa aliada na luta contra a ansiedade. Toda vez que você ri, aumenta a produção de hormônios como a endorfina, que espalham uma sensação de bem-estar por todo o organismo. Além disso, a risada reduz os batimentos cardíacos e o ritmo da respiração, induzindo a um profundo estado de relaxamento.

37. Mantra pessoal

Quando sua cabeça estiver um turbilhão de pensamentos, escolha uma frase que a tranquilize e a repita sem parar. Toda vez que o fluxo de pensamentos voltar a incomodá-lo, retome a frase e continue até quando puder. Essa espécie de mantra particular vai arejar sua mente.

38. Feito por você

De vez em quando, é muito bom desfrutar da sensação do “fui eu que fiz”. Por isso, aposte em suas habilidades – faça um trabalho manual. Pode ser um simples desenho, um cartão, um prato gostoso ou até mesmo uma escultura, enfim, invista na sua criatividade. Essa atitude fará você se sentir valorizado e esquecer da suas angústias.

39. Doces calmantes

As nossas avós sabiam a receita de cor: “nada melhor do que um bom chá para acalmar os nervos”. Os de camomila, erva doce e melissa são conhecidos por seu efeito calmante, mas quem quiser variedade pode escolher, também, entre os de valeriana, campi-cidreira, pétalas de rosa e, claro, maracujá.

40. Sem medo da agulha

Sessões de acupuntura são altamente recomendadas para tratar sintomas de ansiedade. As finíssimas agulhas são espetadas em pontos específicos para desbloquear e redistribuir a energia vital pelo corpo. Um dos benefícios desta técnica milenar da medicina chinesa é justamente o de relaxante muscular e calmante, ou seja, ideal para ansiosos e insones.

41. Mexa-se!

Não é segredo para ninguém que praticar alguma atividade física traz vários benefícios, entre eles, o controle da ansiedade. E falar que não gosta de academia não é desculpa, imponha-se, por exemplo, uma rotina de caminhadas. Comece com três vezes por semana, de vinte minutos cada e depois aumente o ritmo. Dica: prefira fazer as atividades durante o dia, para que a noite seja tranquila e você consiga ter um sono reparador.

42. Terapia das flores

A terapia floral promete combater problemas emocionais, como estresse, depressão e ansiedade de maneira natural. Alguns dos florais indicados para quem precisa se desligar dos problemas e viver com mais leveza são White Chestnut, Red Chestnut e Chaparral, mas o ideal é consultar um especialista antes de escolher suas essências.

43. Não adianta brigar

Se a sua ansiedade ganha força quando é preciso enfrentar procedimentos burocráticos, lembre-se que, certas práticas são necessárias para garantir a segurança e a organização de determinadas instituições. É verdade que algumas parecem existir apenas para complicar o que é simples e, por isso, geram muita irritação, mas, ainda assim, dificilmente vão ser alterados. Contra o que não vai mudar, portanto, não vale a pena lutar. É claro que se você tiver soluções seguras e simplificadas vale a pena sugerir, mas é bom também se preparar para aceitar algumas formalidades, embora não concorde com elas.

44. Boa companhia

Procure estar sempre perto de pessoas tranquilas e bem-humoradas. Relacionar-se com pessoas tensas, ansiosas ou aborrecidas só vai aumentar seu desconforto.

45. Sono sagrados

Não subestime as horas de sono, afinal ela é de vital importância para seu bem estar físico e mental. Mas se para você dormir está meio complicado, uma dica é criar pequenos rituais antes de se deitar. Tome um banho morno, coloque uma música suave, aromatize o quarto, enfim, crie um clima bem relax e aconchegante.

46. Fuja das pílulas

Apesar de serem uma ajuda preciosa em casos de grande estresse emocional ou ansiedade generalizada, os calmantes e outros medicamentos nunca são uma boa solução em longo prazo. Por isso, utiliza-os apenas como último recurso, sob orientação médica e, mesmo assim, evite sua dependência.

47. Terapia musical

A trilha-sonora ideal para baixar a ansiedade é feita de sons suaves e relaxantes. Os sons da natureza – como cantos de pássaros e ruídos da água – e as chamadas músicas new age ou easy listening são algumas das opções mais indicadas.

48. Perto do verde

Quando você escapa do caos das grandes cidades e encontra refúgio em ambientes naturais, ganha muito mais do que o contato com ar puro, águas cristalinas e um céu cheio de estrelas: gastar mais tempo perto da natureza também ajuda a recarregar as energias e a ter mais paciência para enfrentar os percalços do dia a dia.

49. Chega de reclamação!

Queixar-se sobre tudo é o tipo de atitude que multiplica a ansiedade e não soluciona nenhum problema. Lembre-se que o tempo gasto para se lamentar sobre a vida seria muito útil se usado na conclusão de tarefas importantes.

50. Inutilidade pública

Por fim, tome consciência de uma verdade incontestável: a ansiedade nunca vai ajudar-lhe a resolver nenhum problema.

Sheron Menezzes diz: “Eu gosto de sexo e ponto. Agora quero dar prazer e ter prazer”

Sheron Menezes para a GQ Brasil (Foto: Christian Gaul)

Sheron Menezes para a GQ Brasil (Foto: Christian Gaul)

 

Após dois anos consecutivos de rainha na Sapucaí à frente da bateria da Portela, a atriz Sheron Menezzes não desfilará na avenida sua brasilidade black power em 2013. Os boatos que especulavam um desentendimento com o presidente da agremiação, Nilo Figueiredo, e sua consequente saída da escola começaram já no próprio desfile da águia azul e branco no ano passado. E se tornaria oficial meses depois, em julho, quando ela mesmo usou seu Twitter para anunciar que deixaria o cargo. Ou melhor, que haviam lhe tirado a coroa. O episódio com a Portela não foi o primeiro em que foi destronada publicamente. Quando participou do programa Dança dos Famosos – em que perdeu para Fernanda Souza -, alguns espectadores passaram a vê-la com antipática. “Eu tinha acabado de fazer uma mocinha e acho que as pessoas estão muito acostumadas a confundir o artista com a personagem. E ali viram como eu sou: essa pessoa que é enfática, fala direto, o que pensa. Mas aprendi, com o tempo e a maturidade, que tem situações que eu posso ser como sou, em outras tenho que ser mais delicada. Algumas pessoas não estão preparadas para ouvir o que tenho a dizer”. 

 

Sheron Menezes para a GQ Brasil (Foto: Christian Gaul)

Sheron Menezes para a GQ Brasil (Foto: Christian Gaul)

 

Derrière imponente
Sheron não vive para o corpo, mas cuida (muito) bem dele. Seu imponente derrière e os outros atributos que lhe digam: esculpidos com malhação, sessões de pilates, aulas de kickboxing, corrida e dança, além do lazer com slackline e patins. O resultado dessa maratona está aqui. Durante o ensaio realizado em estúdio no Rio de Janeiro, Sheron mostrou que a chegada dos 30 só tem lhe feito bem, obrigado. De calcinha e sutiã, fez caras e bocas, com direito a linguinha de fora, ao som de seu playlist cheio de rock-indie. E, sem problemas, chegou aos finalmentes nua, apenas de tapa-sexo, exibindo um corpo estonteante, de uma mulata, acredite, genuinamente gaúcha.

 

Sheron Menezes posa para a GQ Brasil (Foto: Christian Gaul)

Sheron Menezes posa para a GQ Brasil (Foto: Christian Gaul)

 

Aos 30, vale tudo?
Graciosa, sexy e desenvolta, Sheron aparenta ser uma mulher sem frescuras entre quatro paredes. Vale tudo? Em partes. “Desde que haja comum acordo, vale o que o casal quiser fazer”. O passar dos anos e a experiência a dois também tem ajudado nessa questão. “Hoje é mais gostoso. Quando se é jovem você se preocupa muito com o que o outro vai pensar. Agora – este ano ela completa 30 anos – me preocupo em dar prazer e ter prazer. Tem que ser bom para os dois”. Mesmo dizendo que o sexo, apesar de “muito importante”, não é a condição número um da relação, ela reconhece gostar da prática. “Depois de um dia exaustivo de trabalho não existe coisa melhor. Relaxa todas as tensões nervosas. para mim não tem hora, se é com luz ou no escurinho. Eu gosto é de sexo e ponto”.

Sheron Menezes (Foto: Christian Gaul)

Sheron Menezes (Foto: Christian Gaul)

OS TOP 10 MELHORES E PIORES FILMES DE SUPER HERÓIS DE TODOS OS TEMPOS

Roteiros originais são raridade em Hollywood. Hoje os estúdios basicamente recorrem a três fontes para realizarem seus filmes: livros, remakes e gibis. Nos gibis, os que mais se destacam, são os filmes de super-heróis. Segue uma lista dos 10 melhores filmes de super-heróis feitos até hoje.

10º) Blade
Este obscuro personagem da Marvel Comics foi o responsável direto pela enxurrada de produções que acontecem atualmente. Foi uma espécie de “Será que a gente consegue ganhar dinheiro com essa coisa?”. Antes de ser preso por não pagar seus impostos, Wesley Snipes encarnou o daywalker Blade e detonou um zilhão de vampiros. Teve duas continuações, uma mais fraca que a outra.
9º) Batman
Se você era vivo na década de 90, não pôde escapar da Batmania. Por todos os lados via-se o símbolo do morcego. De calcinhas a mochilas, de lancheiras a desodorantes, tudo tinha a marca do morcego. O filme dirigido por Tim Burton teve como destaque a atuação de Jack Nicholson como Coringa. Teve três continuações, uma mais ou menos e duas horríveis, que não devem ser assistidas para evitar danos cerebrais irreversíveis.
8º) X-Men
Depois de Blade, a Marvel tinha que colocar algum medalhão nas telonas pra ver se o seu projeto cinematográfico vingava. Os escolhidos foram os mutantes. Com bons atores, um diretor competente e uma grande revelação, o ator Hugh Jackman, o filme foi um sucesso estupendo de bilheteria. Menção honrosa para Louise Mingenbach, figurinista que poupou os heróis de seus horrorosos, colantes e coloridos uniformes de lycra, substituídos por elegantíssimos trajes negros de couro. Nota 10!
7º) Homem-Aranha
A Marvel já sabia que poderia fazer seus heróis serem lucrativos, mas ainda faltava o principal herói da editora. O diretor Sam Raimi, um apaixonado por quadrinhos e pelo Aranha, conseguiu traduzir para o filme, tudo aquilo que víamos no papel, deixando satisfeitos fãs e não fãs. Apesar do uniforme esquisito criado para o Duende Verde, o filme é muito bem feito e não decepciona.
6º) Corpo Fechado
Um roteiro original que bebe na fonte dos super-heróis clássicos. Um loser americano médio descobre da noite para o dia que tem super-poderes. Com a ajuda do filho, decide combater o crime, mas será que o Sr. Vidro deixará? Bruce Willis e Samuel L. Jackson estrelam este filme sobre um herói que não usa uniforme, mas tem que sair com sua capa de chuva, a única proteção contra sua maior fraqueza.
5º) Homem de Ferro
A Marvel já tinha conseguido sucessos com X-Men pela Fox e Homem-Aranha pela Sony, mas ainda faltava o passo definitivo: produzir, realizar e distribuir seus próprios filmes. O Homem de Ferro foi o escolhido. O filme não é espetacular, mas o diretor Jon Fraveau soube dosar muito bem ação e diversão, conseguiu uma bilheteria muito boa e abriu caminho para Homem de Ferro 2 e 3, O Incrível Hulk, Thor, Capitão América e o sonho de todo marvete: o filme dos Vingadores.
4º) Homem-Aranha 2
Apesar do excelente primeiro filme, o Homem-Aranha ainda não tinha enfrentado um vilão decente. Tudo mudou nesta segunda aventura. O Dr. Octopus interpretado pelo subestimado Alfred Molina, rouba a cena e transforma este filme no melhor do Aranha. Um terceiro filme muito fraco foi realizado e outros dois estão a caminho.
3º) X-Men 2
O primeiro foi para apresentar os mutantes. O segundo mostra porque eles precisam defender seus pares e a humanidade. A cena inicial, com o mutante Noturno invadindo a Casa Branca, dá a tônica do filme, ação do começo ao fim, costurada por uma conspiração para acabar com todos os mutantes da Terra. Um terceiro filme razoável foi realizado, um filme solo do Wolverine e pelo menos mais três projetos (Deadpool, Magneto e Young X-Men) estão em andamento para manutenção da franquia mutante.
2º) Batman: O Cavaleiro das Trevas
Se você ainda não assistiu, esqueça que é um filme do Batman e assista. Você verá o melhor filme do Batman até o momento. Um roteiro inteligente, cenas de ação surpreendentes e uma atuação magnífica de Heath Ledger como Coringa, que infelizmente morreu após as filmagens, fazem deste um excelente filme. Não deixe seus filhos pequenos assistirem. O filme é de super-herói, mas é para adultos.
1º) Superman
É incrivel como 31 anos após seu lançamento, este filme não ficou datado nem ultrapassado. Mesmo o vestuário, o vocabulário e os costumes da época, não tiram o brilho deste filme. Simplesmente porque Richard Donner e Christopher Reeve, conseguiram interpretar a essência do personagem e fazer deste filme o melhor filme de super-heróis de todos os tempos. 

Você já viu uma lista dos Top 10 melhores, agora prepare-se para os 10 piores. É uma lista de fazer corar até herói que usa cueca por cima da calça.

10º) Homem-coisa
Só uma coisa vem a minha cabeça quando tento imaginar porque esse filme foi realizado: lavagem de dinheiro. Não é possível que a Marvel tenha gasto dinheiro neste filme, que de bom não tem nada. Nenhuma distribuidora topou exibir o filme. Saiu diretamente em DVD para mofar nas prateleiras do Blockbuster.
9º) Justiceiro
Na década de 80 a Marvel começou a dar seus primeiros passos nos cinemas e escolheu o Justiceiro, porque seria mais fácil de realizar. Porém nenhum dinheiro do mundo pode salvar um filme dirigido por Mark Goldblatt e estrelado por Dolph Lundgren. A Marvel ainda insistiu por duas vezes, em 2004 com Thomas Jane e em 2008 com Ray Stevenson. Apesar de a última tentativa ser a melhor das três, o enredo é fraco. O Justiceiro é um herói de 3ª categoria. Não merece longa metragem. Quer assistir um filme do Justiceiro? Desejo de Matar I e II com Charles Bronson.
8º) Homem-Aranha 3
Parece que decidiram misturar vários roteiros no liquidificador e filmar qualquer coisa para aproveitar a fama do inseto e faturar milhôes. Sam Raimi está irreconhecível e a melhor coisa do filme é a cena da origem do Homem-areia, copiada de uma propaganda de camionete. Vilões demais e história de menos fecharam mal a trilogia do aracnídeo.
7º) Motoqueiro Fantasma
Pouca gente sabe mas Nicholas Cage chama na verdade Nicholas Coppola, ele é sobrinho do grande Francis Ford Coppola. Como é um grande fã de histórias em quadrinhos, pegou emprestado o sobrenome do personagem Luke Cage para seu pseudônimo artístico. Ele sempre sonhou em viver um dos seus heróis e quase encarnou Superman, num projeto capitaneado por Tim Burton, graças a Deus engavetado. Este filme é dirigido por Mark Steven Johnson, que não sabe dirigir um filme. Seus filmes dão sono, seus cortes são incompreensíveis e não dão ritmo ao filme.
6º) Demolidor
Adivinha quem dirigiu este filme? Mark Steven Johnson. Esse cara deve ter fotos comprometedoras de executivos da Marvel. Só isso explica o deixarem estragar este filme e ainda ser escalado para dirigir Motoqueiro Fantasma. Além disso, a grande marca do Demolidor nos quadrinhos é não matar e numa das cenas, mal copiada da melhor fase do herói escrita por Frank Miller, ele faz isso deliberadamente. Sacrilégio!
5º) Elektra
Fazer um filme derivado de outro pode dar certo, como vimos recentemente em X-Men Origens: Wolverine, saído diretamente de X-Men. Mas neste caso, a descaracterização total da personagem e a tentativa de desvinculá-la do universo do Demolidor foram escolhas totalmente equivocadas. A única coisa que pode se salvar desse filme é Jennifer Garner, sempre um colírio para os olhos.
4º) Mulher-Gato
Até hoje eu me pergunto, porque esse filme se chama Mulher-Gato? Ele poderia ser Mulher-onça, Mulher-papagaio, Mulher-lagartixa ou Mulher-Melancia que não mudaria nada, porque o filme não tem nada a ver com a Mulher-gato, aliás, não tem nada a ver com o que se pode chamar de filme. A pergunta que não quer calar é: o que Halle Berry e Sharon Stone estavam fazendo nesse filme? Resposta: Grana, nada mais.
3º) Superman IV: em busca da paz
Quer paz? Não assista esta bomba! Os dois primeiros filmes do Superman foram fantásticos, o terceiro foi meia-boca, mas este filme foi terrível. Uma história muito fraca, sobre um Home-Nuclear criado por Lex Luthor para sustentar um roteiro sobre a guerra fria. Gene Hackman estava endividado e uma coisa está provada, Christopher Reeve é o eterno Superman, mas não sabia escrever roteiros de filmes.
2º) Batman Eternamente
Depois de dois bem-sucedidos filmes realizados por Tim Burton a Warner decidiu entregar a franquia para Joel Schumacher e contratar atores de peso como Val Kilmer para Batman, Nicole Kidman como interesse romântico, Jim Carrey como Charada e Tommy Lee Jones como Duas-Caras, além disso, Chris O’Donnell introduziria Robin no universo do morcego. Mas baixou o caboclo Joãzinho Trinta no Joel, ele fez um monte de adereços, acreditou na história do caso entre Batman e Robin e a todo momento Tommy Lee Jones se perguntava, o que é que eu estou fazendo aqui? O único que se divertiu pra valer foi Jim Carrey que fez todas as caretas e poses possíveis e imagináveis, das quais tanto gosta.
1º) Batman e Robin
Quando se pensava que nada poderia ser pior que Batman Eternamente, Joel Schumacher conseguiu se superar. Bebendo na fonte do seriado dos anos 60, com bat-tranqueiras como o bat-card, mostrando traseiros e mamilos dos heróis, desperdiçou o talento de Uma Thurman e George Clooney e fez Arnold Schwarzenegger pagar o maior mico de sua carreira, calçando pantufas de urso polar. Rezemos para que Christopher Nolan assine para dirigir o próximo Batman, pois a Warner pode ter a “brilhante” idéia de escolher outro diretor carnavalesco.

Blog da semana: Vida de Suporte

A dica de blog desta semana é o blog Vida de Suporte. Criado por André Farias e no ar desde 2009, o blog faz graça com a vida dos técnicos de suporte.
As histórias envolvem problremas com usuários, com o gerente, o estagiário e principalmente com os programadores, em especial o Gérson (o programador mais estressado do mundo).
Os leitores podem contribuir com histórias de atendimento e com os “flagras de atendimento”. Tem também a Musa do Suporte, que mostra que mulher bonita também entende de informática.
Abaixo, segue a imagem e a história do personagem principal e alter-ego do autor, o analista Léo.